Auditoria no setor público: simplificamos o tema para você!

A auditoria no setor público é um tema bem vasto e muito importante como diferencial de conhecimento. A maioria das pessoas que busca aprender o assunto sente dificuldade em simplificar o estudo e direcionar o aprendizado.

Pensando nessa importante demanda, preparamos este artigo simplificado com um resumo objetivo e focado no que é preciso aprender sobre o tema. Alguns assuntos centrais serão abordados e vão aprimorar a sua noção sobre auditoria pública.

Confira agora as principais questões burocráticas relativas aos processos, como normas internacionais, tipos e auditoria externa. Ao final, entenda como uma pós-graduação na área pode ser um investimento inteligente em sua carreira. Boa leitura!

Enquadramento

Destacamos que há 4 diferentes modalidades de auditoria: pública, privada (independente), interna (auxiliar a administração) e tributária ou fiscal. Neste artigo nos referimos à auditoria pública.

Segundo a IFAC (International Federation of Accountants),

“auditoria é uma verificação ou exame feito por um auditor dos documentos de prestação de contas com o objetivo de o habilitar a expressar uma opinião sobre os referidos documentos de modo a dar aos mesmos a maior credibilidade”.

Já a definição da INTOSAI (International Organization of Supreme Audit Institutions) se volta mais para finanças públicas e conceitua auditoria como:

“o exame das operações, atividades e sistemas de determinada entidade, com vistas a verificar se são executados ou funcionam em conformidade com determinados objetivos, orçamentos, regras e normas”.

Normas internacionais

Sobre as normas internacionais, os especialistas em contabilidade e auditoria dos países mais avançados imprimem um esforço desde o final do século XIX para regulamentar a profissão, harmonizar e homogeneizar práticas, relatórios e normas.

Aliado a esse esforço, o setor público também busca alinhamento e, diante disso, alguns organismos internacionais emitiram normas de auditoria como diretrizes de comportamento dos profissionais da área. Confira!

INTOSAI — International Organization of Supreme Audit Institutions

Tem a competência de agrupar as entidades fiscalizadoras superiores que são os órgãos de controle externo dos estados membros. Aprovadas em outubro de 1991, essas normas se destinam à auditoria no setor público.

International Federation of Accountants (IFAC)

Tem a função de aglutinar diferentes organizações internacionais compostas por profissionais de auditoria e contabilidade. O objetivo é estabelecer referências para os profissionais em normas de auditoria e comentários posteriores sobre a aplicabilidade no setor público.

IGAE — Intervención General de la Administración del Estado

Abrangem a totalidade de auditorias realizadas em âmbito público espanhol e são observadas pelos auditores privados responsáveis por trabalhos direcionados ao setor público.

Tipos de auditoria

Quando falamos em tipos de auditoria, cada autor pode trazer uma visão um pouco diferente, o que é normal em doutrina. Porém, há classificações mais tradicionais, como a referente à instrução normativa 01/2001 da Secretaria Federal de Controle Interno que, na época, fazia parte do Ministério da Fazenda e hoje integra a Controladoria Geral da União. Nessa visão, há 5 tipos diferentes. Veja abaixo!

Avaliação da Gestão

Auditorias realizadas anualmente nas entidades da Administração Pública. Como as organizações geram patrimônio público, devem apresentar um relatório de gestão ao final do ano demonstrando a gerência dos recursos públicos à Secretaria de Controle.

A partir disso, a SFC avalia esse relatório e certifica as contas como regulares, regulares com ressalva ou irregulares. São analisadas as regularidades das contas, a execução de contratos etc.

Acompanhamento da Gestão

Essas auditorias são realizadas em tempo real ao longo dos processos e previnem os gargalos ao desempenho. O objetivo é sinalizar preventivamente o que pode ser feito para melhorar a gestão pública do órgão.

Contábil

Como o próprio nome diz, esse tipo de auditoria analisa, essencialmente, registros contábeis. A avaliação destina-se a apontar a adequação econômico-financeira com os resultados da organização. Além disso, tem a função de controlar a aplicação de recursos externos nas entidades.

Operacional

Essa auditoria tem o intuito de avaliar à posteriori a competência gerencial do órgão, identificando e emitindo opinião sobre economicidade, efetividade, eficiência e eficácia dos programas de governo. Não confunda com o acompanhamento da gestão que ocorre concomitantemente aos processos.

Especial

Esse tipo de auditoria se destina a atender situações extraordinárias que possam se apresentar ao longo da gestão. Nesse caso, uma autoridade competente solicita o serviço de acordo com a excepcionalidade, como uma denúncia de má gestão de recursos por determinado órgão público.

Auditoria externa

A auditoria externa se difere da privada, principalmente, na relevância e na amplitude de atuação. A necessidade de atender a totalidade da população, a obrigação de aprimorar a prestação de contas e a transparência da informação financeira são os principais diferenciais.

Nesse tipo de auditoria, profissionais independentes e experientes no ramo trabalham no sentido de realizar auditorias às demonstrações financeiras, visando fornecer aos cidadãos uma informação financeira viável e relevante.

Dessa forma, busca-se ampliar o acesso e o conhecimento à gestão e aumentar a transparência das ações públicas diante do cidadão. Por fim, destaca-se o caráter de prestação de contas desse tipo de auditoria, que corrobora com a visibilidade da atuação dos responsáveis políticos eleitos.

Pós em Gestão Pública

A carreira pública é um grande desafio, porém muito recompensador. O salto de qualidade que a pessoa pode alcançar em sua vida é excelente. Não é impossível estar entre esses vitoriosos que conquistaram grandes cargos públicos.

Se a carreira pública o atrai, a pós representa uma excelente oportunidade de elevar o seu currículo e nível profissional. É possível atuar em uma função pública especializada em auditoria que oferece uma altíssima remuneração. Nesse caminho, você deve buscar instituições com os seguintes diferenciais:

  • metodologia EAD com novidades em termos pedagógicos, sala de aula invertida, entre outros;
  • aperfeiçoamento de currículo acadêmico;
  • abertura à formação de networking;
  • foco em especialização ou mudança de carreira.

Então, ficou motivado para essa grande carreira? Trace um planejamento pessoal e alcance o sucesso profissional tão desejado. Neste artigo, foi possível descobrir o tema de auditoria pública com muito mais objetividade. Essas questões burocráticas são fundamentais para embasar um conhecimento mais profundo na área.

A auditoria no setor público ficou mais clara para você agora? Então aproveite a oportunidade e comente sobre o que foi acrescentado e se surgiu uma nova motivação para se aprofundar nessa excelente carreira.

No Comments

Post A Comment