Gestão de Projetos: O que é e quais as vantagens? Conheça!

Você sabia que a gestão de projetos pode agilizar os processos e aumentar o sucesso nas entregas? Se você ficou sem resposta para essa pergunta, não se preocupe. 

Preparamos um artigo para explicar tudo o que você precisa saber sobre gestão de projetos, desde a sua definição até as suas vantagens. Vamos lá!

O que é?

Gestão de projetos é definido como a execução e controle do projeto, o gerenciamento de mudanças. Portanto, existe para garantir que a finalização do projeto aconteça dentro do que foi planejado.

Na prática, isso significa o conjunto de técnicas, conhecimentos e metodologias para garantir o sucesso de um objetivo ou meta. Além disso, quando tratamos de gerenciar, não apenas nos referimos a delegação de tarefas e funções, mas também sobre liderar um projeto e conseguir entregar o melhor resultado possível.

Nesse cenário, cada vez mais empresas estão adotando essa prática e deixando de lado apostas e intuição para tomar as decisões necessárias baseadas em estratégias eficazes e específicas. 

O profissional responsável pelo gerenciamento é conhecido como gestor de projetos. Sua função é garantir que os projetos estão seguindo todas as etapas de produção para que sejam entregues no final. Além disso, habilidades como liderança e gestão de pessoas são características valorizadas nessa função.

O gestor de projetos desempenha um papel estratégico independentemente do segmento do negócio seja privado ou público.

Vantagens da gestão de projetos

As vantagens da gestão de projetos atendem a todas as partes envolvidas no processo: gerente (pessoa responsável pelo planejamento, execução e supervisão), equipe responsável pela produção e o cliente (quem espera receber o projeto finalizado conforme o que foi solicitado).

Conheça agora algumas das vantagens da gestão de projetos e por que utilizar pode trazer bons resultados:

Controle dos processos

Parece óbvio, mas a execução de um projeto bem sucedido depende da centralização das etapas. Uma boa forma de otimizar e simplificar a gestão é utilizar softwares específicos para acompanhar todos os processos do projeto.

No mercado existem diversas opções disponíveis para cada tipo de projeto. Vamos listar algumas ferramentas que você pode utilizar:

Trello: É uma ferramenta baseada na metodologia kanban e de fácil uso. Com ele, é possível verificar o andamento das atividades por meio de cartões, checklists e quadros. Assim você irá garantir que todos os seus funcionários estejam por dentro das tarefas e entregas.

Asana: É mais um software de fácil uso. A ferramenta permite que até 15 colaboradores, de forma gratuita, possam criar e compartilhar tarefas por meio de anexos, comentários.

Basecamp: É possível criar notas, eventos e listas de tarefas. Um dos principais atrativos é oferecer uma linha do tempo, em que se pode acompanhar os prazos e monitorar os resultados. O período gratuito dura 60 dias e há opção de contratar planos após esse tempo.

JIRA: Tem uma interface parecida com o Trello e oferece a administração de vários projetos a partir das metodologias Kanban e o SCRUM. É uma ferramenta paga com planos acessíveis e que variam de acordo com o número de colaboradores da equipe.

Riscos minimizados

É claro que todo projeto está sujeito a riscos e imprevistos, mas quanto mais informações o gerente tiver sobre o projeto, menor são as chances de algo dar errado. Por isso, ter uma boa gestão é um dos passos para reduzir os prejuízos. 

Agilidade para tomar decisões

Reunir todas as informações acerca sobre o projeto torna a tomada de decisões mais eficaz e rápida. Além de trazer impactos positivos na eficiência da gestão. 

Cumprimento do cronograma

Nenhum projeto está livre de imprevistos e a gestão de projetos é importante por favorecer o acompanhamento e a verificação das informações a todo instante. 

Metodologias ágeis

Scrum

É o framework ágil para gerenciar projetos. A recomendação é que se use o Scrum para projetos de inovação (aqueles em que não se sabe por completo qual o produto ou a tecnologia a ser utilizada).

Nesse tipo de metodologia, o planejamento acontece por sprints – que são ciclos de duração de 2 a 4 semanas. O processo começa com o Product Backlog, que é a lista de funcionalidades a serem desenvolvidas ao longo do projeto. Essa lista é definida pelo Product Owner de acordo com as funcionalidades que irão trazer mais benefícios para os clientes.

FDD

O Feature Driven Development ou FDD é uma metodologia desenvolvida na década de 90 em Cingapura. Seu foco está na funcionalidade, isto é, a equipe irá fazer um planejamento por etapas. 

Nesse modelo, compreende-se o panorama do negócio antes de cada etapa, já que o FDD prioriza o total do projeto do que a visualização de cada etapa separadamente.  É uma metodologia aplicada em ambientes de muita incerteza.

XP

Assim como o FDD, também é uma metodologia criada na década de 90. O eXtreme Programming (XP) tem seu foco no desenvolvimento de softwares e depende de três pontos essenciais: agilidade de desenvolvimento, economia de recursos e maior desempenho do produto final.

É uma metodologia indicada para empresas de pequeno e médio portes, visto que são ambientes em que há muitas mudanças dos projetos.

A área de gestão de projetos é um dos setores que mais precisam de profissionais qualificados e com habilidades do século XXI, segundo apontam estudos do PMI (Instituto de Gerenciamento de Projetos), o que torna essa profissão uma das mais prósperas.

Além disso, existem diversas vantagens em adotar uma gestão de projetos e como apresentamos no artigo, os profissionais contam com inúmeras ferramentas no mercado para tornar o gerenciamento mais efetivo. 

Quer receber mais dicas e informações como estas? Assine a newsletter e não perca nenhuma novidade.

Referências utilizadas:

Conhecendo ferramentas 

Gerenciamento de projetos: o que é e para que serve

No Comments

Post A Comment