Saiba como funciona a nota do MEC e tire todas as suas dúvidas!

Quando os estudantes estão escolhendo uma universidade ou faculdade para cursos de graduação e pós-graduação, a nota do MEC é um fator importante. Afinal, essa nota demonstra e certifica a qualidade das instituições de ensino.

Mas você sabe como essa nota é gerada, quais são os principais instrumentos de avaliação e o porquê de ela ser tão importante? Tire essas dúvidas nos tópicos a seguir!

Como funciona a nota do MEC?

O Ministério da Educação (MEC) avalia as instituições de ensino superior por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).
Trata-se de uma autarquia que leva em consideração uma série de indicadores de desempenho das faculdades e universidades. Assim, é feita uma média geral dos conceitos de cada indicador e definida uma nota que varia de 0 a 5.

Quais são os principais instrumentos de avaliação do MEC?

Para calcular a nota do MEC, o Inep utiliza uma série de indicadores, que servem como instrumentos de avaliação. Saiba mais sobre cada um deles.

Conceito Preliminar de Curso (CPC)

O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é um indicador que considera o desempenho dos estudantes dos cursos da instituição de ensino, o nível de preparo do seu corpo docente, a sua infraestrutura, os recursos pedagógicos e didáticos utilizados, entre outros pontos.
O desempenho do CPC das instituições é calculado por meio de unidades de observação. Tratam-se de agrupamentos de cursos que se enquadram em áreas similares. As notas do CPC variam entre 0 e 5, de modo que, quando mais próximas à quantidade máxima elas forem, mais qualidade tem a instituição de ensino.
A consulta dessa nota pode ser feita no portal do Inep. Fazer a consulta é importante para conhecer os pontos anteriormente detalhados de uma instituição de ensino.

Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade)

Por sua vez, o Enade é uma prova aplicada aos alunos das instituições de ensino. O objetivo desse exame é verificar o grau de conhecimento que os estudantes têm sobre a área que estão estudando.
Depois de aplicadas as provas, que seguem as mesmas unidades de observação que o CPC, é feita uma média das notas dos alunos. Esse cálculo resulta na avaliação do Enade, que também varia de 0 a 5.
Quanto mais próxima a 5 for a nota do Enade de uma instituição de ensino, melhor foi o desempenho de seus alunos nas provas aplicadas. O conceito das universidades também pode ser consultado no site do Inep.

Conceito de Curso (CC)

Esse indicador é desenvolvido por meio de uma análise presencial feita por equipes de especialistas do MEC, que visitam as instituições de ensino. É esse conceito que valida ou invalida o CPC conquistado.
Assim sendo, os cursos que tiveram um CPC entre 1 e 2 são incluídos no cronograma de avaliação automaticamente. Já os que apresentarem nota maior ou igual a 3 podem optar por não receber os avaliadores. Desse modo, a nota do CPC será convertida no CC, que não pode ser alterado.

Conceito Institucional (CI)

Sempre quando um ciclo avaliativo finaliza, as instituições de ensino precisam receber uma avaliação presencial dos técnicos do MEC. Deve ser feita uma autoavaliação, coordenada por uma comissão própria da faculdade, e uma avaliação externa. As notas de ambas as avaliações são comparadas e assim se forma o Conceito Institucional ou CI.

Índice Geral de Cursos (IGC)

Já o Índice Geral de Cursos (IGC), como o próprio nome sugere, avalia a qualidade das instituições de ensino superior de uma forma geral. É ele que gera a nota do MEC propriamente dita.
O cálculo do IGC é feito anualmente e leva em consideração os seguintes itens:

  • a média das três últimas avaliações de CPCs da instituição de ensino;
  • a média das avaliações dos programas de pós-graduação no formato stricto sensu, mensurada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes);
  • a distribuição dos alunos entre os cursos de graduação e pós-graduação das instituições de ensino.

O IGC representa a nota do MEC e também varia entre 0 e 5. Isso quer dizer que quanto mais próxima de 5 a nota for, mais qualidade deve ter a instituição. As consultas podem ser feitas pelo site do Inep.

Por que a nota do MEC é importante?

A nota do MEC é importante justamente para que os alunos possam escolher boas instituições de ensino para estudar. Afinal, quanto melhor for a sua faculdade, mais preparo você terá para o mercado de trabalho.
No entanto, deve-se ter conhecimento das diferenças entre curso autorizado, curso reconhecido e curso credenciado pelo MEC. Abaixo, explicamos cada uma das situações.

Curso autorizado pelo MEC

Sempre que uma faculdade pretende oferecer um novo curso, ela precisa obter uma autorização do MEC. Nesse sentido, devem ser apresentados a grade curricular e outros pontos importantes que são avaliados e levados em consideração pelo ministério. Apenas após a autorização do MEC é que as instituições de ensino poderão divulgar o novo curso e captar alunos para que façam suas inscrições.

Curso reconhecido pelo MEC

Depois que um curso é autorizado pelo MEC, ele ainda precisa ser reconhecido. Isso é feito antes que a primeira turma de alunos se forme na instituição.
Esse reconhecimento é feito pelo Inep, que desenvolve um relatório dando um parecer sobre a situação do curso. Em alguns casos, podem ser solicitados ajustes. Apenas com o reconhecimento do MEC que os diplomas poderão ser emitidos.
Para os cursos de graduação lato sensu há uma diferenciação. Nesses casos, os cursos não precisam passar pelos processos de reconhecimento e autorização. Isso só deve ser feito no caso de a instituição não ter essas etapas validadas.

Curso credenciado pelo MEC

Já os cursos credenciados pelo MEC estão relacionados à instituição de ensino propriamente dita. É esse credenciamento que possibilita as solicitações para autorização e reconhecimento de cursos. É por isso que sempre convém aos alunos verificar se suas faculdades estão credenciadas no MEC.
Agora que você já sabe como a nota do MEC é gerada, sempre faça a consulta antes de ingressar em alguma instituição de ensino. Assim, terá certeza de que vai fazer um curso de qualidade. Para isso, basta fazer uma consulta avançada no site do e-MEC.
Gostou do nosso artigo? Que tal receber mais informações úteis como essas em seu Facebook? Para isso, basta que você curta a nossa fanpage. Assim, nossos posts sempre aparecerão em sua linha do tempo.

No Comments

Post A Comment