Como funciona uma pós-graduação? Confira este guia completo!

Como funciona uma pós-graduação? Isso você já deve ter se perguntado inúmeras vezes, não é mesmo? Nos dias de hoje a pós deixou de ser um diferencial para se tornar algo indispensável para quem pretende se manter com segurança e estabilidade no mercado de trabalho. Dessa forma, é para você que dedicamos este post!

Nele, listamos os principais benefícios de se fazer uma pós-graduação, apontamos como elas funcionam, tratamos das vantagens de um curso à distância, bem como as melhores formas de se programar e conciliar os estudos com o trabalho. Acompanhe e confira!

Por que fazer uma pós-graduação?

Perspectiva de aumento salarial, atualização do conhecimento, criação de novas redes de contato. Há vários e ótimos motivos para você fazer uma pós-graduação. Listamos a seguir os principais. Confira agora mesmo!

Mantenha-se atualizado

Você terminou a sua faculdade há cinco, dez, quinze anos? A pós-graduação é a oportunidade ideal para atualizar os conhecimentos adquiridos durante a graduação.
A maior parte das áreas do conhecimento tem passado por inovações cada vez mais rápidas e é fundamental que você demonstre, no seu ambiente de trabalho, a sua capacidade de assimilá-las e transformá-las em benefícios para a empresa ou instituição onde atua.
Além disso, os chamados cursos de pós-graduação lato sensu, como especializações e MBAs, têm o benefício de propiciar atualizações, aproximando o conhecimento o mais próximo possível da prática profissional, facilitando a apreensão e aplicação do que é aprendido.

Aprofunde os seus conhecimentos

Uma parcela significativa dos cursos de graduação é conhecida por dar uma formação abrangente sobre um determinado campo de conhecimento ao qual se dedicam. Assim, um estudante de graduação de Direito, por exemplo, aprende noções de direito empresarial, civil, constitucional e constitucional, em uma ou, no máximo, duas disciplinas ao longo de todo o curso.
Com isso, apesar da formação generalista, na maior parte das vezes o estudante não é capaz de aprofundar sua formação apenas com a conclusão da graduação. Já os cursos de pós-graduação são marcados por aprofundar o conhecimento do profissional em áreas específicas, dando mais solidez para trabalhar na área que está sendo cursada.
Assim, um advogado com especialização em direito tributário, por exemplo, tem muito mais profundidade para lidar com processos do que os colegas que aprenderam apenas o que foi ministrado na graduação. Esse conhecimento é valorizado pelo mercado e fará toda diferença em sua carreira!

Aumente o seu salário

Sim, cursos de pós-graduação abrem portas para a melhoria salarial. De acordo com um levantamento realizado pela empresa de recrutamento Catho, em 2016, chega a 70% a diferença entre os salários dos profissionais com e sem pós-graduação.
Já uma pesquisa feita pela Robert Half, empresa de consultoria, com executivos brasileiros, aponta que 66% dos entrevistados conseguiram aumentar o salário após o término de um curso de especialização ou MBA. A pesquisa foi divulgada pelo jornal Folha de S. Paulo.
Além disso, para quem trabalha no setor público, é muito comum os planos de carreira propiciarem promoções automáticas, com acréscimos que vão de 5% a 15% no salário, para funcionários que concluem pós-graduações.
Nesse sentido, é possível até calcular o tempo do retorno sobre o investimento.
Por exemplo: se um curso custar R$ 6.000 e, após seu término, o profissional tiver um aumento de R$ 500 mensais. O ganho salarial garante o valor investido em 12 meses. Depois disso, a remuneração adicional já vai entrar como prêmio pela nova capacitação.

Mude de área de atuação

Se você tem observado que o campo de trabalho em que se formou na sua graduação está estagnado, ou, por questão de afinidade pessoal, está arrependido da faculdade que concluiu, a pós-graduação é uma ótima oportunidade para fazer uma transição na carreira.
Você já é um profissional com maturidade, que tem uma formação base. Por isso, nada de ter que fazer um novo vestibular e passar mais quatro ou cinco anos enfrentando aulas diárias. Com a pós-graduação é possível mudar de área de forma rápida, prática e específica, com cursos de apenas um ou dois anos.

Amplie a sua rede de networking

Cursos de pós-graduação são oportunidades ímpares para se estabelecer redes de contatos profissionais — ou seja, fazer o chamado networking.
Isso porque as turmas reúnem professores que articulam a experiência pessoal no mercado de trabalho com a prática do ensino e alunos, como você, que atuam nas mais variadas empresas e instituições.
Os cursos de pós-graduação possibilitam momentos naturais para se aproximar dessas pessoas, que podem abrir portas de novos trabalhos no médio e longo prazo e, até mesmo, se tornarem parceiras na abertura de novos negócios.
Com todos esses benefícios em mente, é hora de entender como funciona a pós-graduação!

Como funciona uma pós-graduação?

Há basicamente duas modalidades de pós-graduação, conhecidas por duas expressões em latim. A strictu senso compreende cursos como mestrado e doutorado, direcionadas principalmente a quem quer seguir carreira acadêmica. Já a lato senso tem maior ênfase na prática e envolve as especializações e os Master of Business Administration (MBAs). Esses são os cursos mais comuns de serem encontrados.
Nos últimos anos, algumas faculdades têm começado a ofertar cursos de mestrado profissional, que buscam aproximar a estrutura dos cursos strictu sensu da ênfase na prática dos lato sensu. No entanto, ainda é um segmento pequeno, com ofertas de vagas limitadas.

É necessário um diploma de ensino superior

Para cursar qualquer pós-graduação é preciso ter um diploma de curso superior. De posse dele, é preciso participar do processo de seleção da faculdade ou universidade.
Há seleções que envolvem entrevista dos candidatos, análise de currículo ou, em casos de cursos mais concorridos, uma redação ou prova. Em outras, basta a apresentação do diploma e histórico escolar da graduação.

A estrutura do curso importa

O primeiro momento do curso de pós-graduação é marcado pelas disciplinas. O volume de aulas pode variar de acordo com o modelo da faculdade, sendo possível fazê-las durante alguns dias da semana, à tarde, à noite ou aos finais de semana.
Uma dinâmica que tem ganhado cada vez mais força é a dos cursos à distância (EAD), nas quais as disciplinas são cursadas online ou de maneira híbrida. De posse de um computador com acesso à internet, os alunos entram em plataformas virtuais onde têm contato com aulas ao vivo ou gravadas em vídeo, textos, fóruns de discussão e outros conteúdos interativos.

As avaliações fazem parte do aprendizado

Durante os cursos de pós-graduação, assim como na graduação, os alunos são avaliados pelos professores. Isso acontece tanto nos presenciais quanto nos à distância.
Essas avaliações podem se dar por meio de prova ou trabalhos, realizados individualmente ou em grupos.

O trabalho final é o momento de colocar tudo em prática

Após a realização das disciplinas, uma parte dos cursos de pós-graduação exige, para a obtenção do diploma, que os alunos entreguem um trabalho final.
No caso dos cursos de especialização, isso pode ser feito por meio de uma monografia teórica sobre um determinado assunto no qual o aluno deseja se especializar ou também por um trabalho de natureza mais prática.
Nos cursos de mestrado o aluno desenvolve dissertações. Já nos cursos de doutorado, que são mais longos, teses. Nesses casos há a necessidade de defesa do projeto final para uma banca de doutores.

Como escolher uma instituição de ensino para a pós?

É preciso atenção na hora de escolher a instituição de ensino onde você fará o curso. Primeiro para que o seu investimento financeiro e de tempo não sejam jogados no lixo, com uma formação ruim. Segundo, porque é preciso que o seu certificado seja reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC) para ser considerado válido. Confira agora como escolher a melhor instituição!

Procure por instituições com credenciamento no MEC

Assim como para a graduação, as universidades e faculdades que oferecem cursos de pós-graduação precisam estar credenciadas no MEC para que o curso tenha validade. É possível fazer essa consulta no site do Ministério.
A validação do curso é muito importante principalmente nos casos de pessoas que vão prestar concursos públicos ou já são funcionários do Estado. Muitos concursos dão pontos extras para profissionais com pós-graduação e muitos órgãos públicos também asseguram aumento salarial para quem têm especialização, mestrado ou doutorado. No entanto, esses benefícios só contam para cursos regularizados.

Observe o corpo docente

Procure conhecer o corpo de professores da instituição na qual você pretende estudar. Eles têm atuação junto ao mercado de trabalho em questão? Fizeram especialização ou mestrado?
Ter contato com professores de qualidade, seja para ministrar os conteúdos ou para tirar dúvidas, é muito importante para que a sua formação tenha solidez.

Converse com alunos e ex-alunos

Vá atrás de quem sente ou sentiu na pele o ambiente da instituição de ensino. Um ótimo termômetro para saber se ela tem ou não qualidade são os seus atuais e ex-alunos.
Entre em contato com eles e converse sobre as aulas, metodologias de ensino, formas de avaliação, ambiente e materiais didáticos utilizados.

Conheça a recepção do mercado

A conversa com os ex-alunos também pode ajudar a saber como o mercado de trabalho recebe os alunos de uma instituição ou curso. As pessoas recebem mais propostas de emprego por terem se formado em determinada faculdade? Tem maior possibilidade de conseguirem aumento salarial devido àquela pós?

Tenha um plano de carreira

Sua meta é trabalhar na área de gestão? Se especializar numa área técnica que se revela promissora no seu campo de atuação? É mudar completamente de vida e abandonar tudo o que já fez até agora?
Uma dica muito valiosa é pensar a sua pós-graduação enquanto um eixo fundamental do seu plano de carreira. Ter clareza do que você deseja para a sua vida profissional no médio e longo prazo pode ajudar a definir melhor que tipo de curso você pretende fazer.
É claro que esse plano de carreira não deve ser pensado como algo fixo. Inovações do mercado de trabalho e transformações da economia no país e no mundo podem interferir no seu planejamento. No entanto, é interessante ter uma diretriz que norteie as suas escolhas.

Como me programar para fazer uma pós?

Agora que você está bem perto de fazer a sua matrícula na pós, é preciso se programar para que o percurso seja tranquilo.

Guarde recursos

Tenha em mente quanto você gastará por mês com o curso que vai cursar, para que ele não afete o seu orçamento.
Nesse ponto é importante ter a certeza que você estará fazendo um investimento e os recursos utilizados durante o período renderão frutos em aumento de salário ou conquista de novos empregos, no futuro.

Reserve um momento do seu dia para estudar

Tenha em mente que você precisará fazer leituras, realizar alguns exercícios e provas. Por isso, separe sempre um momento do seu dia para estudar um pouco.
Pode ser uma hora no início da manhã, mais meia hora no almoço, ou uma hora antes de dormir. Vai de ônibus para o trabalho? Aproveite para ler ou assistir às aulas.
Não deixe o conteúdo das disciplinas acumular
O ideal é sempre separar um tempinho diário para poder ler o material das aulas e fazer os exercícios da semana, ainda que você não faça tudo de uma só vez.
Deixar as tarefas e os conteúdos acumularem por muitos dias pode deixar o processo mais cansativo e improdutivo. Além disso, ao ter contato mais permanente com o conteúdo estudado, a absorção do conhecimento se torna melhor.

Não perca tempo

Estamos cercados de distrações a todo o tempo que podem acabar nos atrapalhando com os estudos. Facebook, grupos de mensagens no WhatsApp e Instagram, por exemplo.
Não é preciso abrir mão dessas ferramentas muito úteis para se informar, divertir-se ou manter o contato com os amigos e colegas de trabalho, mas busque controlar o uso. Em casos extremos de dependência, pense em suspender a conta das mídias sociais por alguns meses. Exstem ferramentas que podem ajudar bastante na organização, esse artigo cita 10 delas.

Conte com o apoio da família

Pais, mães, filhos, esposa, marido! É importante que a família compreenda que o aluno de pós-graduação pode ter que se ausentar de algumas tarefas domésticas em alguns momentos do curso, para focar nos estudos.
Ter uma conversa franca para deixar todos cientes da importância da pós-graduação para a sua carreira e para o futuro financeiro da família pode ajudar a conquistar o apoio nesse momento. Lembre-os que eventuais momentos de dificuldade serão por pouco tempo e que o momento é de investimento para todos.

Não deixe o projeto final para a última hora

Um dos grandes problemas vivenciados por quem está concluindo a pós-graduação é deixar a redação do projeto final, quando necessário, para a última hora. Vale a pena começar a pensar nele logo que a metade do curso se aproximar.
Não é fácil escrever 30 ou 50 páginas de um dia para o outro! Converse com professores e colegas sobre as suas ideias, faça esboços e vá redigindo o texto do projeto ao longo dos meses, para que ele não se acumule ao final.

Tenha um cronograma de estudos

Para facilitar todo o percurso da pós-graduação, faça um cronograma do que você vai enfrentar pela frente. Coloque as disciplinas a serem cursadas, os trabalhos, datas das provas e processo de construção do projeto final. Ao longo do curso, vá atualizando-o e marque, também, as tarefas já concluídas — isso dá aquela sensação de dever cumprido!
Você pode fazer o cronograma numa planilha do Excel, do Google Docs ou mesmo numa folha de papel. O interessante é que ele seja acessado com certa frequência e você tenha controle do processo no qual está inserido.

Quais as vantagens de optar pela pós EAD?

Na hora de escolher o curso de pós-graduação, considere as vantagens de se fazer um curso à distância.

Rede de networking mais ampla

Com cursos de pós-graduação à distância, a sua rede de contatos se torna ainda mais ampla que nos cursos presenciais. Você pode se tornar colega de estudo de pessoas que vivem em qualquer lugar do Brasil, abrindo portas em ainda mais lugares do que numa pós-graduação presencial.

Uso de tecnologias

Os cursos de pós-graduação à distância têm mobilizado plataformas multimídia com tecnologia de ponta para o aprendizado dos alunos. Isso torna o aprendizado mais dinâmico do que nas formas tradicionais de ensino. Além disso, com o uso da tecnologia existem diversas novas formas de se aprender do que interagir com o conteúdo que são impossíveis no modelo presencial.​​

Contato permanente com professores

Como os cursos de pós-graduação à distância são preparados para que os alunos possam aprender a qualquer momento, o acesso a professores e tutores é muito mais fácil dos que em cursos presenciais. Nada de ter que aguardar a próxima aula para tirar dúvidas sobre o conteúdo. Salas de bate papo, e-mails e outras ferramentas para troca de dúvidas tornam os professores mais acessíveis e presentes nos cursos EAD.

Controle do tempo

Com aulas online, os alunos têm maior controle do tempo quando cursam pós-graduação EAD. O seu compromisso é assisti-las e fazer os exercícios na hora certa.

Horários flexíveis

Ter controle do tempo é fazer os seus próprios horários. Conseguir cuidar da família, ir ao trabalho e escolher quando estudar sem, necessariamente, ter que alterar os padrões cotidianos.

Como conciliar uma pós-graduação com o trabalho?

O planejamento que você fará para cursar a pós-graduação precisa envolver o seu trabalho. Ter o apoio e mesmo a participação do chefe, e cuidar da saúde física e mental para conseguir manter a produtividade, são alguns pontos a serem considerados. Veja cada um deles a seguir!

Converse com o seu chefe

Assim como o apoio da família, o apoio da empresa é fundamental para você atravessar o período da pós-graduação. Como já apontamos, ela pode trazer várias contribuições para você aprimorar o seu trabalho, com o aprendizado de práticas que podem ser importantes para melhorar a qualidade dos serviços prestados pela empresa onde trabalha.
Expor esses argumentos para o seu chefe pode ser interessante para que ele dê o apoio necessário para você fazer o seu curso. Em muitas empresas, essa visão estratégica da formação dos profissionais já está presente, havendo inclusive casos em que a pós-graduação dos funcionários é parcial ou totalmente paga por elas.
Tendo esses pontos em mente, um ponto a se considerar é a possibilidade de decidir junto com o chefe qual o melhor curso que você poderá cursar. Ele pode sugerir que você opte por formações em áreas que a empresa apresenta fragilidades ou nas quais ela pretende seguir a médio prazo.
Mais que auxiliar na sua adaptação ao curso, essa conversa pode abrir caminhos para o seu crescimento dentro da empresa e futuras promoções profissionais.

Cuide-se: lembre-se da sua saúde mental e física

Num primeiro momento, muita gente acha que fazer exercícios é perda de tempo. Muito pelo contrário. Com o aumento das demandas, é preciso cuidar bem do corpo e da mente. Alimentação equilibrada e saudável, rica em frutas, legumes, cereais integrais e carnes magras, aliada a um tempinho para fazer atividades físicas ao menos três vezes por semana pode fazer toda a diferença.
Esses dois pontos ajudam a prevenir doenças, evitam estresse e o desenvolvimento de quadros de ansiedade. Para isso, basta inserir esses elementos no seu planejamento.
Você pode, por exemplo, acordar 40 minutos mais cedo, fazer 30 minutos de caminhada, pela manhã, antes de sair para o trabalho. Ou usar essa meia hora para alongamentos, abdominais e exercícios de fortalecimento da musculatura da coluna (muito exigida nos casos de quem passa horas estudando ou trabalhando em escritórios). Lembre-se que exercícios liberam endorfina, o hormônio do bem-estar.
Já com relação à alimentação, evite frituras, massas e carnes pesadas, assim como bebidas alcoólicas em excesso.

Use técnicas de produtividade

Uma boa maneira de manter a concentração no trabalho e em casa, na hora de estudar, é adotar técnicas de gerenciamento de tempo, como a Pomodoro. A ideia é que você alterne momentos de foco exclusivo ao trabalho com pequenos intervalos para arejar a cabeça, dar uma caminhada ou fazer um lanche.
O passo a passo original do Pomodoro consiste em fazer uma lista de tarefas a ser executada em 25 minutos. Com ajuda de um cronômetro para marcar o tempo, você deve se concentrar no seu trabalho ou estudos. Ao final dos 25 minutos, faz-se intervalos de três a cinco minutos, ou, dependendo do caso, 15 a 30 minutos. Passado o tempo de descanso, volta-se à nova série de 25 minutos focado no trabalho.

Vamos começar?

Vimos neste artigo vários pontos a serem considerados na hora de fazer uma pós-graduação. Explicamos os diferentes tipos de estudo disponíveis no mercado, tratamos sobre como escolher a melhor opção de curso para você, abordamos as ótimas opções de curso à distância, além de termos apontado como conciliar os estudos com o trabalho e o dia a dia com a família.
Agora que você já sabe como funciona uma pós-graduação, é hora de se inscrever em um curso, não é mesmo? Certamente essa será uma decisão que marcará toda a sua vida daqui em diante e trará retornos enormes sobre a sua carreira profissional, sobre a sua rede de contatos e sobre a renda da sua família. Não há tempo a perder!
Aposto que você tirou várias dúvidas e teve inúmeros aprendizados com o nosso guia, não é mesmo? Então, que tal, compartilhá-lo nas suas redes sociais com seu amigos e familiares? É uma oportunidade de esclarecer as dúvidas de muita gente!

No Comments

Post A Comment