Ensino a distância (EaD): quais são e como pesar as vantagens na escolha?

O ensino à distância (EaD) é uma tendência no Brasil. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o número de estudantes de cursos superiores nessa modalidade atingiu 1,8 milhão em 2017, o que representou uma alta de 17,6% nas matrículas em relação ao ano anterior.

O EaD é uma excelente alternativa para quem mora longe dos grandes centros ou lida com uma rotina de horários flexíveis. Com a expansão dos cursos a distância, há um maior reconhecimento dos profissionais com essa formação no mercado de trabalho.

De todo modo, existem algumas dicas para aproveitar as vantagens dessa modalidade. Preparamos um material com as informações mais relevantes sobre esse tema. Acompanhe a leitura e entenda melhor o funcionamento do EaD!

Qual é o atual cenário do ensino a distância?

A educação passa por uma verdadeira revolução. No século passado, poucas carreiras eram bem vistas pela sociedade, e os estudantes não tinham muitas opções para cursar o ensino superior. Essa realidade mudou com o avanço da tecnologia e a criação de novas formas de ensino.

Uma pesquisa da TIC Domicílios aponta que 70% da população brasileira tem acesso à internet. Mesmo na área rural, mais da metade das pessoas estão conectadas. Trata-se de um caminho irreversível e que só tem a ganhar números cada vez maiores.

No entanto, um dos empecilhos para a expansão do EaD é a reputação da modalidade nas empresas. Tradicionalmente, os empregadores optavam por profissionais de cursos presenciais, devido a um preconceito com o estudo remoto, mas essa é uma barreira que também passa por uma transformação. Cada vez menos profissionais com formação EaD sofrem alguma resistência no mercado devido à modalidade de ensino escolhida.

Grandes instituições estão entrando neste mercado. São cursos reconhecidos e autorizados, que servem para atrair mais alunos e criar novas maneiras de transmitir os seus conteúdos. No atual cenário, o nome da faculdade tem mais peso que a modalidade de ensino. Portanto, procurar uma instituição reconhecida no mercado vem se tornando a grande preocupação para quem opta pelo EaD.

Nos próximos anos, mais estudantes procurarão cursos dentro da modalidade a distância. A possibilidade de montar a sua própria rotina de aulas e não precisar se deslocar até a faculdade são dois grandes atrativos. Mas é importante analisar se o seu perfil combina com essa maior liberdade, como veremos no tópico a seguir.

O que considerar na hora de optar pelo EaD?

Os benefícios do ensino a distância são vários. Enquanto as universidades públicas tradicionais sofrem com a falta de recursos, essa modalidade tem a tecnologia como principal aliada e oferece diversas opções de aprendizado para o aluno ter uma experiência magnífica, mesmo distante fisicamente.

Com disciplina, é possível aproveitar as vantagens tecnológicas e alcançar bons resultados. A dica é sempre escolher o curso que tenha a ver com o seu perfil — principalmente na pós-graduação. Abaixo, separamos as principais vantagens do EaD. Veja!

Flexibilidade

Conciliar os estudos com o trabalho é um desafio. Após a graduação, é normal preencher boa parte das horas do dia com seu novo trabalho e dedicar pouco tempo para continuar investindo nos estudos. Por isso, muitas vezes um curso de pós-graduação fica na base da lista de prioridades.

Como a qualificação contínua é um dos segredos para crescer na carreira, vale a pena reverter essa situação, e a melhor saída vem sendo o ensino a distância. Cursos online permitem uma maior flexibilidade nos horários de aula, o que combina com uma rotina apertada. O aluno pode reservar algumas horas do dia para estudar e ainda ganhar outras para realizar suas tarefas diárias, já que não precisa perder tempo para se deslocar até a instituição.

Reconhecimento do diploma

Ainda há quem acredita que o diploma EaD de cursos de graduação/pós-graduação não tem a mesma validade que o diploma “tradicional” de cursos presenciais. Na verdade, as duas modalidades de ensino têm o mesmo reconhecimento e recebem a nota do MEC.

O profissional que realiza uma boa pós-graduação a distância também demonstra que apresenta habilidades do século XXI para o mercado de trabalho. Disciplina e autonomia são duas competências que não têm relação direta com a instituição, mas que são bem vistas pelos recrutadores.

Evolução da tecnologia

Os recursos digitais são ilimitados e muito eficientes quando utilizados por boas instituições de ensino a distância. Além das videoaulas tradicionais, é importante que os professores sejam especialistas na área e que o curso tenha uma plataforma de tutoria, com profissionais disponíveis para tirar dúvidas.

Outra característica de um bom curso a distância é o acesso a formatos diferenciados de conteúdos, como webinars (palestras sobre um assunto específico via internet). Esses “extras” melhoram a experiência do aluno e permitem que ele termine o curso com uma visão abrangente da sua área de trabalho, o que pode fazer a diferença em seleções de emprego.

Quais são as perspectivas para o ensino a distância?

O EaD tem tudo para se expandir nos próximos anos, junto com o crescimento da internet no Brasil. Nesse caminho, as empresas aceitarão cada vez mais profissionais com formação EaD e as instituições que trabalham com essa modalidade de ensino poderão inovar nas suas qualificações.

O uso dos jogos (gamificação), por exemplo, é uma tendência que traz novas possibilidades para as instituições do ramo EaD. Trata-se de uma estratégia presente em diversas empresas e que estimula a produção de conhecimento a partir de desafios e competições. O efeito é uma quebra na rotina de aulas e um maior engajamento dos alunos.

Outra abordagem promissora é o microlearning: processo de aprendizagem para melhorar a capacidade de concentração dos estudantes. É uma forma de transmissão de conteúdos baseada na fragmentação e concisão dos assuntos, tornando o processo de aprendizado interativo e cativante.

O ensino à distância está em crescimento no país e reúne muitos interessados em ter uma rotina flexível, mas sem perder a qualidade do ensino. Com a expansão dessa modalidade, a tendência é de que a experiência dos alunos seja cada vez mais imersiva e as formas de conteúdos contribuam para a qualificação de ótimos profissionais.

Gostou das informações? Compartilhe este artigo nas suas redes sociais para que os seus amigos também conheçam a grande contribuição do ensino a distância no Brasil!

No Comments

Post A Comment